Vivemos dias tristes na internet

 

Isso mesmo, dia tristes… A internet foi invadida aos poucos pelo mal feito e hoje ele domina a maior parte dela.

Estranhou um pouco essa frase ou leu ela mais de uma vez? Sem problemas, voltaremos nela depois.

Vamos voltar um pouco e relembrar que a produção de conteúdo na era pré web 2.0 era extremamente concentrado e a grande massa ficava sujeita a receber informações das mesma fontes, talvez com ideias próprias de seus produtores embutidas na grade de programação ou não… mas não quero divagar muito nesse ponto por enquanto.

Hoje em dia tudo mudou, a informação não é mais centralizada (UHUL) isso é um ponto positivo, agora qualquer um pode colocar o que quiser na internet para outros consumirem, como videos, noticias e suas próprias opiniões.

Mas pera ai… qualquer um?

Então isso quer dizer que qualquer pessoal pode colocar qualquer coisa na internet e eu nunca saberei qual a idoneidade daquela informação?

Sim!!! E não para por ai… Vou levar vocês em uma descendente rápida de fatos, mas não se desespere, isso tende a piorar.

Sempre quando temos alguma duvida de veracidade de alguns fatos postados na internet, geralmente vamos nos “grandes portais de noticia” para verificar se aquilo é realmente real, ou se trata apenas de alguma história criada para ilustrar uma corrente de opiniões. O problema está que os grandes produtores de conteúdo, aqueles nos quais confiávamos, por necessitar de acessos (falaremos disso mais tarde) precisar ter a noticia mais rapidamente possivel, e por isso passam de produtores a consumidores.

Uma noticia falsa, que é adotada primeiramente por blogs “polêmicos”, quando passa pela malha não tão fina da mídia secular acaba sendo propagada pelas mídias mais abrangentes como se fosse uma verdade irrefutável.

As vezes quando o fato se mostra nada mais que um boato ou uma historia maliciosa, algum fazem notas de rodapé para se retratarem ou removem o conteúdo como se nada tivesse acontecido, mas ai o dano já está feito.

Como se não bastasse isso, os “copiadores de conteúdo” (nome que acho mais apropriado) precisam mostrar o fato antes de seus concorrentes, que provavelmente estão com a mesma historia em mãos, dado que também fazem uma copia da fonte desconhecida sem checar devidamente os fatos. Para isso usam de uma técnica chamada click bait (ou isca para cliques), que consiste em expor a matéria em sua manchete de uma tal maneira que deixa o usuário curioso sobre do que ela fala, de tal forma que ele tenha que clicar para ver, fazendo assim a pagina computar um acesso e ganhar dinheiro.

O problema disso está que para fazer isso as chamadas das matérias são versões deturpadas da verdade encontrada em sua história, levando as pessoas a terem uma ideia errada sobre o conteúdo e divulgar essa ideia para o próximo como se fosse uma verdade absoluta.

Quando você acha que não podia piorar a internet vem e te da um tapa na cara.

Esses produtores de conteúdo, perceberam então que histórias modificadas para atender seu interesse, com chamadas que levam ao engano e fazem as pessoas entrarem em sua pagina, juntamente com fotos escrotas de personalidades odiadas pelo seu publico alvo, da mais dinheiro ainda.

Por isso que faço um aviso aqui, coisa que se você ainda não ouviu é porque alguém falhou com você.

Cuidado com sites desconhecidos com matérias e histórias que dão força a seus pensamentos, duvide dos conteúdos na internet, duvide dos conteúdos mostrados pelas grandes mídias, pelos blogs, pelos meios de comunicação.

Tente sempre checar os fatos, pode ser difícil no começo, mas com o tempo fique mais simples.

Se alguém citar fontes, veja se a fonte realmente existe, um doutor fulano ou procurador ciclano dá veracidade a história, mas pode ser facilmente inventado.

Em suma… Não compartilhe essas noticias falsas, blogs polêmicos e criadores de conteúdo falso são PAGOS com o nosso acesso e com o nosso compartilhamento. Se deixarmos eles secar não haverá outra alternativa se não produzirem um bom conteúdo.

Enfim não saia espalhando, compartilhando, comentando em artigos que você não tem 100% de certeza da idoneidade dos fatos, não faça esse desserviço a comunidade. Se lembre, se você quiser ser um idiota ignorante sozinho, seja feliz, ninguém pode te impedir, mas se você não compartilhar, quem sabe outra pessoa não ficara mais idiota por sua culpa. 🙂

 

Por ultimo seja experto, passe essa ideia para frente… Ninguém precisa ler esse artigo, só de alguém dando um tapa na cara dela e explicando como o mundo funciona já resolveria. Vamos fazer do mundo um lugar melhor, só depende de você!

 

246 total views, 3 views today

Vizualizações: 247 |

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. waleria roberto gasparin disse:

    Excelente texto, pena que somente alguns terão a compreensão de que se trata de vidas, que são únicas, e que podem sofrer sérios danos causados por mentes doentias e moralmente desqualificadas para o uso das redes sociais. São muitos aqueles que causam esse desserviço ao público, penso que não muito longe serão vitimados pela própria imprudência. Dias tristes…como você mesmo afirmou com muita propriedade, “internet foi invadida aos poucos pelo mal feito e hoje ele domina a maior parte dela”. Que as pessoas de boa índole saibam separar o joio do trigo e desfrutar com dignidade da benção que é a internet.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *