Categoria: Livros Estranhos

Uma oficina criativa em busca de experiências literárias.

1

O Ser

A incontáveis era, quando ainda nada havia sido criado, o Ser já existia, sua fome era imensa, todavia, nada havia para comer, não sabia de onde tinha vindo, nem porque estava lá, mas a fome o consumia. Logo tudo se...

3

A Pira de Metal

   Era tarde da noite, José olhou para seu relógio mais uma vez e se corrigiu, já era madrugada, cansado esfregou os olhos e se debruçou sobre a caixa de dinheiro, o sinal abriu e o motorista acelerou, fazendo a...

0

Contos do Fim – O Nascimento

Era uma noite de inverno qualquer, a pouco uma fina chuva começara a cair, o frio invadia a cabana como uma adaga, penetrando a pele e se instaurando sobre os ossos, um uivo de um lobo gigante reverberou pela noite...

0

Dragões de Tinta – O Sacrifício do Cavaleiro

   O cavaleiro estava cansado, não tinha mais tempo, carregava a criança para cima e para baixo, a criança e seu livro. O cavalo alado a pouco sucumbira e voltara para as paginas da história e ele não demoraria muito...

0

Dragões de Tinta – O Cavaleiro e a Criança

Enquanto a festa ocorria, no sul da cidade, em uma estrada um pouco movimentada, que devido as festividades se encontrava deserta, em um lugar conhecido como a Gruta do Rei do Mato, um homem esperava impacientemente, olhando constantemente para o...

0

Dragões de Tinta – O Dragão e a Igreja

   Era dia de ano novo, ou melhor, era noite. A população de Sete Lagoas, comemorava a virada do ano saindo de suas casas e se juntando a enorme festa que acontecia nas ruas, milhares de pessoas vestidas de branco,...

0

E a vida continua

   A vida continua, um pouco obvio falar isso não? Mesmo assim essencial.    Ultimamente estive olhando um pouco para trás. Como dizem quem não conhece sua história esta fadado a repeti-la, é possível aprender diversas coisas olhando para o...

0

Contos do Fim – A caminhada

    Em uma estrada deserta em algum lugar do planeta, um homem andava a deriva, correra tantos quilômetros que já não mais sabia se perseguia ou era perseguido.     A questão toda lhe fugia a memoria – acho que...